Médicos retiram de um homem a maior pedra no rim do mundo

Médicos militares do Sri Lanka removeram o que é registrado como o maior cálculo renal do mundo, de um ex-soldado aposentado de 62 anos, informou o exército nesta quarta-feira (14).

O cálculo renal, que foi removido do ex-sargento Canistus Coonge, pesava 801g, mais de cinco vezes o peso médio de um rim masculino, segundo informou o exército.

O cálculo renal de Coonge media 13,37 cm de comprimento, em comparação com um rim médio, que tem cerca de 10 a 12 cm.
“A remoção do maior e mais pesado cálculo renal do mundo por meio de uma cirurgia importante ocorreu em 1º de junho no Hospital do Exército de Colombo”, disse o exército.

Coonge disse à emissora local de TV Swarnavahini que sofria de dores abdominais desde 2020 e que a medicação oral não ajudava.

“Fui informado de que precisaria passar por uma cirurgia após uma recente análise”, disse ele. “Agora me sinto normal”.
O caso do Sri Lanka superou o maior depósito renal anteriormente registrado, com 620g, de um paciente no Paquistão em 2008, de acordo com o Guinness World Records.

“As autoridades anunciaram a descoberta na quarta-feira, após o reconhecimento do Guinness World Records.
“O mais importante para nós é que o rim esteja funcionando normalmente apesar deste cálculo”, disse o cirurgião do exército K Sutharshan.

 

O Exército do Sri Lanka anunciou nesta quarta-feira (14) que a maior e mais pesada pedra nos rins já registrada foi retirada de um paciente de 62 anos por uma equipe de médicos militares
Divulgação/Exército do Sri Lanka
O sargento aposentado Canistus Coonge tinha uma pedra de 801 g
Divulgação/Exército do Sri Lanka

 

A pedra tinha 13,37 cm — o comprimento médio de um rim é entre 10 cm e 12 cm
Divulgação/Exército do Sri Lanka
O anúncio das autoridades aconteceu depois que o Guinness Book certificou o recorde
Divulgação/Exército do Sri Lanka

 

Os cálculos renais são depósitos formados quando minerais e sais cristalizam no rim, enquanto ele filtra o sangue. A passagem dos cálculos pode causar dor intensa, exigindo cirurgia se forem muito grandes ou ficarem presos.

Fonte/Reprodução: Gazeta Brasil